Categories
DICAS

Glossário vaper: conheça as gírias e termos do mundo dos vapes!

Quem nunca se deparou com um termo, expressão ou gíria nesse infinito universo vaper e teve que correr lá no Google para descobrir o que aquilo significava? Normal! Afinal, estamos falando de uma prática globalizada e, cá entre nós, o Brasil aderiu à moda já um pouco tarde, o que nos obrigou a ter que importar muitas dessas palavras.

Mas relaxa! Como sempre dispostos a trazer informações e facilidades para os amantes do vapor, nós resolvemos preparar um verdadeiro glossário vaper, destacando os temos mais batidos e outros nem tanto desse universo gigante.

Então, já separa o aparelho, aquele juice especial e vai anotando as dicas a seguir. Bora começar?

Vape

Pra começar o nosso glossário vaper, vamos ao termo mais batido, mas que ainda pode causar uma dúvida básica entre os praticantes. Não confundir com vaper, com “R” no final, que veremos a seguir. Vape (sem r) nada mais é do que o aparelho (kit composto por Mod, bateria, atomizador, resistência, algodão e, se disponível, vape band).

Vaper

Esse é você, amigo! Ou seja, vaper é o membro dessa comunidade. Além disso, é importante lembrar que muita gente chama os “cigarros eletrônicos” de vapers também, o que teoricamente está errado. “Cigarro eletrônico” também consideramos errado, pois nosso ramo é vapor e não tem nada a ver com cigarro (tabaco/combustão/fumaça). Mais à frente, vamos mostrar os termos certos para esses acessórios.

e-liquid ou eliquid

Os e-liquids são os líquidos do vape, ou seja, as receitas prontas que se colocam dentro do atomizador e que vão produzir os vapores. Podem conter sabores, níveis de intensidade e nicotina. Lembrando que a nicotina e tabaco não são substâncias obrigatória nas fórmulas. Existe uma ignorância enorme sobre isso, o pior é que vem de entidades, mídias e pessoas que deveriam saber o que escrevem, falam ou pesquisam. É uma patifaria supor que a composição desses líquidos sem nicotina e sem tabaco são proibidas no Brasil! Ignorância total mesmo, absurdo meus amigos. Estressei, vou lá vaporar um pouco e já volto. rs.

Juices ou ejuices

É o mesmo que e-liquid. No Brasil e em alguns outros países, esse termo — que do inglês significa suco — parece ter vingado mais do que o nome técnico, talvez pela facilidade de pronúncia ou pela popularização entre os praticantes. Porém, ambas as formas estão corretas. O que não é correto é colocar o termo em substantivo feminino… Então vamos lá, é O juice, e não A juice. Mas isso não é feio… muitos usam no feminino. Pelo menos agora sabem o correto.

Essências

Outro termo importante e que não poderia ficar fora do nosso glossário vaper é o que se refere às essências. Afinal, tem muita gente que confunde isso com os juices, o que não é correto. Na verdade, essência é um composto que vai dentro do e-liquid e que é responsável pelo sabor e aroma.

Ou seja, o e-liquid é o composto final, enquanto as essências são os sabores (café, chiclete, frutas vermelhas etc.). Os fabricantes usam o concentrado destas essências, para desenvolver os juices.

Atomizador

Outra palavra muito comum no universo vaper é o tal do atomizador (Atty, tank ou tanque). Mas o que é isso afinal? Na prática, se trata de uma peça responsável por conter o juice e mais um conjunto de bobina/resistência e algodão. Esse sistema é o que permite o líquido se transformar em vapor com o aquecimento gerado.

e-cigarrette, e-cigar ou e-cig

Aqui sim estamos falando do “cigarro eletrônico” (o correto é vape) em si. Ou seja, o e-cigarrette ou e-cigar, nada mais são do que os aparelhos de vape em si. Eles podem ter outras nomenclaturas, conforme o design e tipo, como os MODs, PODs, recarregáveis ou canetas.

Kick

Uma palavra comumente falada entre os praticantes é o kick, que no inglês significa chute. No dicionário vaper devemos considerar esse termo como a sensação que o vapor causa na garganta. Ou seja, aquele leve arranhado que dá ao tragar o vapor e inspirá-lo para o pulmão. Também pode estar associado ao chute/golpe que a nicotina causa na pessoa. Estamos falando de sensações que podem causar no usuário. Por isso o nome golpe e chute.. Mais conhecido como Kick.

Nicotina

Nicotina é a substância responsável pelo vício do tabagismo e que pode estar presente — só se você quiser — nos juices. Porém, há muitas opções de juices que não contam com a nicotina e, portanto, não apresentam os riscos de dependência. Em nosso ramo, usamos siglas. 0mg significa nada de nicotina. Maior que zero, tem nicotina. Exemplo: Juice de manga 0mg (significa que não contém nicotina). Juice de morango 3mg (significa que contém nicotina).

Vape tricks

Já ouviu falar em vape tricks? Na verdade, são os truques da vaporização, ou seja, aquelas brincadeiras que são possíveis fazer com o vapor, do tipo anéis, cascatas, tragada francesa, entre outras. O termo é muito popular entre os vapers, já que esse tipo de prática é bem comum nesse universo por ser mais fácil e menos prejudicial de se fazer.

Tragada

Essa é fácil, né? Vem de trago, ou seja, é o ato de tragar o vapor para os pulmões. Bom, o nome pode até ser um pouco sugestivo, mas você sabia que existem diferentes formas de tragadas também. Continue o glossário vaper pra saber melhor!

MTL

A sigla vem de Mouth to Lung, que significa boca para o pulmão. O MTL é um dos tipos de tragadas que são possíveis para os vapers e se caracteriza em puxar o vapor, concentrá-lo um pouco na boca e mandá-lo para o sistema respiratório em seguida.

DLI ou DL

Já o o DLI, ou Direct Lung Inhale (inalação direta para o pulmão) é outro tipo de prática, ou melhor, tragada, que os vapers podem fazer. Ela se caracteriza por jogar o vapor diretamente do “cigarro eletrônico” (vape) para o pulmão, sem armazenar na boca. É considerado um pouco mais difícil e, por isso, é comum entre os mais experientes.

Gunk

Esse termo se refere a formação natural de uma gosma que surge no algodão e na bobina ao longo da utilização do vape. O gunk é mais comum com essências mais doces e com a presença de adoçantes (sucralose principalmente). Aliás, fica a dica, evitem juices que contenham adoçantes, pois além de sujar suas coils e algodões, não fazem nada bem para a saúde. Adoçante foi desenvolvido para beber misturado em bebidas e não para jogar esse aditivo para o pulmão, concordam? Vape é redução de danos, lembre-se disso.

Dryhit

Outro termo bastante utilizado pelos vapers e que muita gente não associa bem o que seria, é o dryhit. Ele é usado quando o praticante sente um gosto de queimado, justamente porque o algodão está com pouco líquido ou pela potência muito forte do cigarro eletrônico.

O dryhit ocorre também quando o juice contém um nível muito alto de VG e fica muito viscoso para o algodão absorver isso. A coil do tipo Mesh, é a que mais causa Dryhit.

Fumaça

A ideia aqui não é explicar o que é fumaça, evidentemente. Porém, é muito comum que muitos vapers, em especial os iniciantes, utilizem esse termo no lugar do vapor, o que é mais correto.

Spitback

Não muito comum, mas usado entre os mais experientes. O termo spitback é o ato de cuspir de volta. Isso pode ocorrer quando o vaper sente o gosto do juice na língua, quase sempre por algum erro de posicionamento da coil dentro do tanque.

Em resumo, essa são as principais gírias e termos utilizadas no mundo da vaporização. Claro que ainda há muitos outros menos conhecidos e que, certamente, ainda vão surgir. Sendo assim, a gente promete sempre atualizar o nosso glossário vaper e deixar você sempre atualizado com as novidades, combinado?

Se você curtiu o post e não vê a hora de dar umas boas tragadas? A gente ainda tem mais uma surpresa. A Saci Vape está com uma infinidade de juices incríveis para você experimentar. Então, corre lá nosso catálogo e já escolha os seus.

Leave a Reply

Your email address will not be published.