Categories
OUTROS

Juice vindo na boca (Spitback), tem solução?

Esse assunto faz parte do vape e quase todos já se depararam com esse problema bem desagradável. Acontece quando o juice é expelido pela coil / coilhead em forma de gotículas, bem quente e atinge a boca do usuário. Em algumas situações, o liquido pode vir em maior quantidade e tornar essa experiência pior ainda (seria algo como tomar o juice de canudinho).

Spitback: “cuspir de volta”

Vamos ler abaixo o relato do Igor, um vaper que possui um alto nível de experiência no tema vape e está presente no grupo de whatsapp do Marianovaper.

Não estou conseguindo resolver o problema de spitback e juice vindo na boca (bebendo literalmente) no Arbiter Solo e no MD… Tentei Muji e o ThunderHead Creations, mas nada de solucionar o problema.

Sei que normalmente é pouco algodão (alta saturação de líquido no algodão) e mesmo fazendo as builds com MUITO algodão, a ponto de entortar a coil e ter que segura-la com uma pinça pra puxar o algodão e sem desfiar as pontas, mesmo assim continuo bebendo juice nestes 2 attys.

Assim que coloco o algodão, molho de juice e dou os disparos, o vapor sai lindo, perfeito. Sem nenhuma gotícula sendo espirrada. Depois de uns 20 puffs, começa a vir juice na boca. No dia seguinte, já fica praticamente invaporável pq vem muito juice quente na boca.

Normalmente uso coils artesanais fused claopton entre 0,6ohms a 0,85ohms e a potência adequada para cada caso, ficando sempre algo em torno de 3.7 a 3.8V (na de +/-0,6ohms fica em torno de 24W-25W e na de +/-0,85ohms fica em torno de 17W-19W).

O fluxo de ar fica algo como MTL relativamente arejado… percebo que quando abro o fluxo de ar, vem ainda mais juice na boca.

Qual a solução?

Daí em diante vários vapers desse grupo começaram a dar opiniões para tentar ajudar nosso amigo Igor. Vamos listar algumas:

Mateus: Algodão demais puxa juice demais. Acho que por isso dizem que não pode ser muito nem pouco, tem que ser no ponto.

O AF (airflow) tá babando? Resposta do Igor: Não.

Mateus: Acho que aí é tu achar o ponto do algodão mesmo, então. Resposta do Igor: pois é… fiz um teste passando mais algodão com aquele Cotton Threads não chegou a subir juice, mas tomei dryhit… (esse algodão é bem ruim na minha opinião).

Mateus: Eu uso quase meio pad de muji para 3mm. Resposta do Igor: putz… então vc colocar ainda mais algodão que estou colocando… mas como faz para passar essa quantidade de algodão pela coil? É muita coisa… vc faz aquele tal de scott roll lá?

Resposta do Mateus: Scottish roll, exatamente. Lembra de tirar as camadas exteriores do muji. Não faz tanta resistência assim não comigo, eu só apoio a coil na unha e puxo, ele sai “deslizando” com leve resistência. E eu desfio bastante o resto do algodão. Tem que entra na abertura preenchendo, mas folgado o suficiente para passar a chave no parafuso do atty, por exemplo.

Resposta do Igor: nunca fiz esse scottish roll…. normalmente quando é o Muji, eu uso +/- 1/5 do pad para coil de 2,5mm. Mas só tiro as camadas externas.

Resposta do Mateus: 2,5 eu usava 1/4 de pad. É simples o Scottish roll.

Saci: “Tenta baixar a coil o máximo que puder. Diferença mínima do deck inferior para a coil.” Resposta do Igor: fiz uns testes mexendo na altura da coil e deu na mesma.

Saci: “Utilize outro juice para o teste.” Resposta do Igor: juices 50/50 (Rústico) ou 60/40 (Havanna) percebo que piora (por serem mais finos).

Saci: “Pode ser condensação* demasiada esse problema. Tente deixar o airflow o mais aberto possível.”

*Condensação >> FÍSICA: passagem do estado de vapor ao estado líquido; liquefação. “a c. das nuvens forma a chuva”

Condensação ou liquefação é o processo químico de transformação da matéria em estado gasoso para o líquido. … No caso do vapor de água, por exemplo, a condensação começa quando a temperatura está abaixo dos 100 graus Celsius. Assim, o estado gasoso da água vai se transformando em gotículas líquidas.

Saci: Hotspot pode ser tbm.. mas acho que isso vc já deve ter eliminado antes do algodão. Resposta do Igor: sim, sempre tiro os hotspots. Resposta do Mateus: Mas se você entorta a coil, ele pode voltar.

Saci: Não é o certo, mas uma solução seria a inclinação da coil, para sair do fluxo direto com a drip tip. Jeitinho mesmo. Infelizmente vc fez de tudo pelo que entendi.

Igor: acho que já criei um “padrão” de build e sempre faço de forma “errada” gerando esse problema… rs

Mateus: Pra estar subindo juice sem o AF babar, o problema é algodão, na minha opinião.

Saci: Se tiver uma drip tip 510 alongada, vai resolver. Resposta do Igor: sim, drip maior ameniza.

Vídeos do Igor
Saci: Drip Tip – Uma dessa vai bem. Mas perde-se um pouco em sabor e muito em vapor quente.

Saci: Qual o diâmetro utilizado? Me parece ser 3mm.. Resposta do Igor: No Arbiter é de 3mm… 2,5mm não preenche as gavetas… fica ainda pior.

Saci: Entendi… o problema disso é que o deck fica sempre quente…Tornando o juice menos denso.. E com isso, no fire vai jorrar mesmo.. Olha que doideira a minha.. só para testar a teoria.. Deixa o juice no freezer por 1 hora mais ou menos. Depois veja se demora mais pro spitback voltar.. Tô achando que a densidade do juice no atomizador está muito baixa. Deixando o juice mais frio, a densidade será maior.. Como eu te disso, apenas para teste.. Resposta do Igor: se isso resolver, vai ficar complicado de vaporar… aqui faz na média 35-38 graus todo dia… kkkkkkkkkk só iria resolver nos primeiros puffs… em poucos minutos já iria voltar pra temperatura ambiente.

Saci: Exato. Mas depois de ver tudo que vc está fazendo. Acredito que isso seja um atomizador trabalhando em uma temperatura muito quente. Mesmo que vc use baixa potência e tal. O atomizador, lá dentro está super aquecido. Deixando o juice bem quente.. O que eu faria: diminuir o diâmetro da coil para 2mm ou 2.5mm.. Resposta do Igor: no MD é de 2,5mm.

Saci: Deixe as gavetas apenas preenchidas, sem exageros.. Utilizar apenas coil > que 0.8ohm. Teste com juices 60/40. Enfim meu amigo.. espero que ache uma forma aí.. não vejo vc fazendo nada de errado.. Resposta do Igor: valeu… vou fazer novos testes… grato

Finalizando…

Percebam que a experiência nesse assunto todos possuem em alto nível, porém, a solução não existe de forma independente. Acreditamos que ele terá de fazer mais testes para chegar numa solução.

O que o Saci faria diante de tudo isso no caso do Igor ou em qualquer outro caso semelhante:

  1. Usar coil MTL de > que 0.8ohm com 2,5mm para que o deck não recebesse tanto calor com os fires. Assim o eliquid não sofreria muito com o excesso de calor e ficaria na densidade ideal.
  2. Deixar a coil quase colada na base do deck inferior (ou não, isso gera calor e vai aquecer o atomizador e juice). Para que fique o mais distante possível da drip tip, automaticamente mais distante da boca do usuário. Obs: Aqui necessita da sua sensibilidade para entender se ajuda ou não. Se o problema for realmente a temperatura, o ideal é deixar a coil o mais afastado da base inferior, laterais e superior. Exatamente no meio, longe de tudo que possa passar o calor.
  3. Tirar os hotspots com a ajuda da pinça. Obrigatório
  4. Usaria um algodão ajustado para esse diâmetro, sem apertar demais e nem solto demais. Um equilíbrio. A gaveta do deck também receberia o algodão sem apertar ou soltar demais. Se o atomizador tem uma característica de super aquecer e além do spitback gerar fácil infiltração, o ideal é deixar a gaveta bem preenchida de algodão para dificultar a infiltração do juice.
  5. Usar um juice 70/30 para entender se o problema é de densidade baixa demais. Em 50/50 o juice é menos denso (por causa do PG). Usando um juice mais denso (70%VG), a chance do algodão ficar saturado demais com juice é menor.
  6. Trabalhar com potencias baixas (cerca de 13W se coil >= à 0.8Ohm) por um tempo. Depois aumentar a potência para comparar os resultados.
  7. Ajustar airflow sempre que necessário para entender se aumenta ou diminuem as chances de spitback. Maior passagem de ar gera menos temperatura. O que pode ser bom nesses casos de atomizador super aquecido.

Seria uma solução? Talvez… esse assunto precisa de sensibilidade do usuário. Na esperança que ele achará o fator ou fatores que estavam contribuindo para o problema de spitback.

One reply on “Juice vindo na boca (Spitback), tem solução?”

Leave a Reply

Your email address will not be published.