Categories
OUTROS

Inércia, Progresso & Retrocesso

A Tecnologia definitivamente ajudou a evolução humana, para o bem e/ou para o mal.


Exatamente no ano de 2003, a invenção ou cópia mais perfeita do farmacêutico Hon Lik ganhou fama, os E-CIG ou VAPE. Neste mesmo ano também tivemos o Skype, com as famosas vídeo-chamadas, em 2000 tivemos o Pen-drive, 2001 iPod, e assim por diante.


Essas tecnologias foram testadas, aprimoradas e continuam em constante evolução, e uma repercussão positiva incrível, ao contrário dos e-cigs. Mesmo existindo FATOS CONCRETOS dos benefícios, existem coisas obscuras para a liberação não acontecer no Brasil. As vezes, muito raro, até entendo. Muito jovens não se informam sobre os e-liquids, pods descartáveis, etc, se possui ou não Nicotina, aí sim é um caso de saúde pública. Outros, misturam substâncias indevidas, para o uso correto do aparelho, e infelizmente pagam com a vida. Agora ignorar os benefícios e não dar a liberdade de uma escolha menos nociva aos fumantes ativos, não seria um crime também?


Nós desenvolvemos o cigarro e seguimos enaltecendo ele por décadas, passando a imagem de ser algo da moda “Style”. Agora temos a oportunidade de salvar milhões e ignoramos isso? Informações concretas, assertivas e neutras, sem indústria Tabagista ou Farmacêutica, não seria o correto?
Nossa agência regulamentadora a ANVISA, alega não haver estudos o suficiente para a não proibição. Seria tão difícil assim realizar um?


Cadê a sua credibilidade ANVISA?
Espalhar pânico e reprovação popular é mais fácil?
São muitas perguntas, e na minha humilde opinião, a maioria delas já sabemos as respostas.
Antes dos E-cigs, estávamos em estado de inércia, apenas observando os fumantes desenvolverem doenças e morrerem, tivemos um progresso em 2003, e aonde são permitidos, o índice é unanimidade sobre os benefícios.
Os líquidos possuem um grau específico de pureza, os aparelhos foram se modernizando e se adaptando ao estilo do usuário, nicotina só com prescrição médica em alguns Países. Agora caminhamos rumo ao retrocesso, ao ignorar isso, ao fecharmos os olhos da razão e olharmos para as pessoas apenas como contribuintes.
A função da ANVISA não é proibir ou não, até aonde sei é avaliar também! Qual cenário será que está sendo observado como critério de avaliação?🤔

É o Estado quem deve servir a sociedade, não o contrário!


Enfim….
Abçs
MarianoVaper

Leave a Reply

Your email address will not be published.